Declaração de princípios

Como compromisso de princípio, a B4H reconhece a legitimidade e o carácter único, inalienável, das culturas e das idiossincrasias nacionais e regionais. Assim, em todas fases da sua acção a B4H terá em linha de conta os aspectos culturais, sociais, psicológicos, espirituais e económicos, avaliando e valorizando os recursos humanos e materiais locais, potenciando-os.

Sempre que oportuno e compatível com o respeito pela diversidade cultural, pelas crenças religiosas e pelos valores espirituais mais profundos, estes recursos e valores serão combinados com materiais, sistemas construtivos e sustentáveis associando-lhes tecnologia de ponta, nomeadamente na área da eficiência energética e da monitorização digital.
Esta introdução de tecnologia e de novos materiais e sistemas pressupõe a audição, envolvimento e capacitação das comunidades a quem se destinam, de modo a que possam num futuro próximo usá-los com autonomia, num quadro de sustentabilidade ambiental, social, psicológica, espiritual e económica.

A exemplo de outras ONG’s a B4H recorrerá à ajuda de voluntários para as acções que vier a desenvolver, quer seja no terreno, quer a montante, na análise e concepção de projectos.
Para que possam prestar um melhor serviço todos os voluntários terão previamente ao seu contributo acesso a formação adequada à missão em que vierem a ser inseridos.

Assim que gerar receitas provenientes da sua actividade ou assim que conseguir aceder a financiamentos ajustados, e a exemplo das melhores ONGD’s, a B4H terá a seu cargo um conjunto de profissionais remunerados que assegurem os níveis de qualidade e eficiência exigidos em cada um dos projectos a desenvolver.
Estes profissionais irão coordenar o trabalho de voluntários, bem como a gradual inserção de jovens profissionais que encontrem nas acções desenvolvidas pela B4H oportunidade de trabalho e de carreiras.